...contariam, de certeza, muitas histórias.
Mas como não falam, e não queremos que a memória da nossa Escola se perca, criamos este local onde todos são bem-vindos.
Esperamos que todos os que por aqui passaram (alunos, professores e funcionários) deixem qualquer coisa que nos ajude a construir esta memória e a manter a alma desta casa.
Área de Projecto 12º5 

Colabore connosco. Contacte-nos para
 se.estas.paredes.falassem1205@gmail.com

18.6.09

Catálogo de aparelhos de projecção - 1910

Universal Projektions-Apparat, nach Dr. Berghoff, Ed. Liesegand, Dusseldirf, 1910

Valeu a pena

No meu entender este trabalho foi extremamente didáctico pois, ao contrario do que costuma acontecer a maior parte das vezes, não optamos por tratar temas que estão constantemente a ser falados. Com a elaboração deste trabalho e depois de um ano lectivo a tratar este tema e também ao ver os temas dos outros grupos fiquei talvez a saber muito mais sobre o Liceu Sá de Miranda do que muitos alunos que frequentaram o liceu muitos anos, sendo este o meu primeiro ano nesta Escola
Marina Brandão, nº 17 
Todo o trabalho desenvolvido ao longo do ano foi extremamente interessante. Aprendi bastantes coisas sobre a minha escola, o que enriqueceu muito a minha cultura e todos os aspectos que desconhecia acerca da escola. 
Daniela Bastos, nº 7
Com o avançar do tempo e com as descobertas que fazíamos tornámo-nos “loucas” porque quanto mais descobríamos mais queríamos descobrir e cada vez mais este tema nos fazia bichinhos na barriga e vontade de saber sempre mais. 
Teresa Gomes, nº 22
O produto final deste trabalho só foi conseguido devido ao empenho de todos os elementos do grupo. Trabalhar em grupo ajudou-nos a saber ouvir a opinião do outro e a reflectir sobre essa mesma opinião até se chegar a um acordo. Foi uma forma de ensinamento sobre saber avaliar as várias perspectivas de cada um. Foi uma aprendizagem a nível de organização, visto que tivemos de separar/organizar o vário material que se arrecadou. 
Diana Duarte, nº 8
Além de aprendermos a trabalhar em conjunto, a partilhar e a receber opiniões diferente, conseguimos amadurecer a nível de trabalho colectivo, apesar de ouvirmos muitas vezes que só estávamos a brincar ( coisa que não era mentira, mas necessário neste trabalho para não desanimar), nunca viramos costas ao trabalho e levamo-lo até ao fim. 
Nelson Pereira, nº 19
O trabalho obtido foi sempre realizado em equipa, com a cooperação de todos os elementos do grupo. Apesar de encontrarmos algumas adversidades com o estado do tempo quando nos deslocamos aos locais referidos, tentámos sempre ser colaboradores e acima de tudo cumprir os prazos.
Mara Teixeira, nº 14
Para concluir, posso dizer que o objectivo foi atingido e o grupo conseguiu responder à questão inicialmente levantada: “A escola foi hospital? Mito ou realidade?"
  Ana Pimentel, nº 1
Este trabalho foi importante porque é uma área que eu desejo um dia estudar. Esta convivência com as obras mostrou-me um pouco mais do meio onde um dia posso trabalhar, como por exemplo, engenheiro civil. Este projecto ensinou-me a encarar o trabalho com mais sentido de responsabilidade e apanhei o jeito de tirar fotografias.
Eduardo Pessoa, nº11
Tentei empenhar-me e dedicar-me durante o ano todo mas nem sempre o consegui fazer, pois é difícil empenhar-se sempre da mesma maneira ou tentar melhorar e nem sempre estamos bem dispostos.
Caty Gomes, nº 5
Este trabalho, sem duvida alguma, serviu para enriquecer a minha cultura, desde como se deve trabalhar numa obra, as regras de segurança e as normas que todos devem cumprir, e com isso obter o resultado esperado.
Daniel Santos, nº 6
Gostei de participar nos dois grupos em que estive envolvida, eles contribuíram e demonstraram empenho e dedicação para um projecto que a todos interessava e motivava. Com altos e baixos nos níveis de produtividade o projecto decorreu num ritmo natural
Sandra Gomes, nº 25
No meu caso fiquei satisfeito de trabalhar na área informática que eu gosto muito; aprendi a trabalhar em equipa ajudando na divisão de tarefas e conheci pessoas novas que nos ajudaram no desenvolvimento do projecto.
Domingos Silva, nº 10
De um modo geral gostei do trabalho desenvolvido pelos diversos grupos, mas não gostei do tema em que me inseri, talvez porque éramos muitos elementos para o trabalho que tínhamos. 
Ana Teresa, nº 4
Trabalhar em grupo deu-nos a possibilidade de aprender a dividir tarefas e a elaborar planos para as tarefas e a entreajuda. Na minha opinião tivemos a hipótese de saber mais sobre o futuro da minha escola e todos os processos que ela passou e irá passar.
João Pinto , nº 12
Considerei um projecto muito enriquecedor não só porque permitiu a nós (alunos) , professores, funcionários, que andam no liceu ou que já lá andaram, obter um conhecimento mais alargado da sua história mas também, a nós, que o realizamos torna-nos pessoas mais autónomas e com maiores capacidades para desenvolver um projecto que na vida futura nos pode surgir. 
Marina Simões, nº 16
Uma coisa também muito importante foi a convivência com os colegas e a entreajuda que houve para a boa realização do trabalho. Por vezes até em casa tínhamos que adiantar trabalho devido à escassez do tempo, e, até aí, a partilha de tarefas resultou na perfeição, não só no nosso grupo mas penso que em todos os grupos.
Diogo Gomes, nº 9
Um dos aspectos mais importantes que considero indispensável destacar é o papel que o planeamento teve no desenrolar do projecto, permitindo uma organização da actividade e a sua distribuição por todos os elementos do grupo.
Mélodie Oliveira, nº18
Com este trabalho fiquei a saber o quão importante era e é a escola que frequento; fiquei a saber ainda que foi dos primeiros liceus de Portugal e que a maior parte das pessoas das cidades vizinhas vinham para cá estudar.
Bruno Ferreira, nº 25
Mas o trabalho de grupo não tem só vantagens, também pode apresentar algumas desvantagens, nomeadamente a dificuldade de chegar a um consenso quando são dadas muitas ideias ou quando o grupo é muito extenso o problema pode surgir e metade do grupo trabalha e o resto não – felizmente isso não aconteceu, gostei muito de trabalhar em grupo e principalmente de trabalhar com o meu grupo pois na minha opinião fizemos um bom trabalho. 
Mariana Simões, nº 15
Aprendemos em conjunto a ser um só ( a união faz a força) e no nosso trabalho conseguimos aliar a perspicácia de cada um a um todo, fazendo assim um trabalho organizado, esforçado e completo.
Pedro Veiga, nº 13

15.6.09

Catálogo de material didáctico - 1923

"Catalogue des modèles d`anatomie humaine, d`anatomie comparée, d`anatomie végétal" da empresa " Les fils d`Émile Deyrolle", de Paris, 1923

6ºA em 1961


(clicando na fotografia pode-se ampliar)

com o professor de Alemão...
reconheço de rosto meio tapado Victor Branco,
mais perto do Professor, Bacelar natural de Vila Verde,
o que está mais alto a contar do chão eu proprio...
e... isolado e de óculos o que comigo foi o melhor aluno malogradamente falecido afogado quando já frequentava o 7º ano...
Há também outros alunos e alunas de que perdemos memória...
Ângelo Ochoa

13.6.09

10.6.09

Um ligeiro atraso de 100 anos...

Neste momento as instalações ainda não estão de acordo com a legislação de 1909
Do "Projecto de Regulamento de hygiene geral applicavel aos estabelecimentos officiaes de instrução secundaria", elaborado pela Secção Permanente do Conselho de Instrução Publica, de 18/01/1909:
a) Controlo físico - exposição, iluminação, superfície, cubagem, ventilação, arejamento e aquecimento das aulas, ginásio, vestíbulos e mais locais em que os alunos persistam mais demoradamente

em Os liceus e o Estado Novo - Arquitectura, Currículo e Poder, de Fernando Moreira Marques, colecção Educa - História, nº9, Editora EDUCA, Setembro de 2003, Lisboa

Agradecimentos

Muitas pessoas nos ajudaram neste projecto. Os nossos agradecimentos para:
Dr Alberto Ferreira
Padre António Rodrigues
Arq Bernardo Távora
Drª Eulália Lima
Drª Fátima Costa
Drª Fátima Martins
Dr Joaquim Loureiro de Amorim
Dr Luís Cristóvam
Eng. Mário Palmeira
Dr Raul Rodrigues
e às funcionárias D. Palmira, D.Cristina,D. Luzia e Ana, e ao Sr. Luis, que nos entregavam os computadores e que nos ouviam as reclamações quando eles não funcionavam
e à D. São que nos arranjou sempre uma sala quando ficávamos sem local para trabalhar.
À Rita (funcionária do CE) que nos recebeu e nos ajudou sempre que necessitamos.

Arquivo